sábado, março 31, 2012

Académica x Marítimo (Resumo)


Para quem quiser rever o golo de Héldon, da equipa insular, ou então as tentativas de Edinho de despentear a bola.

E agora, Académica?


13 jogos sem ganhar.
0 soluções em campo.
0 soluções no banco.
0 de motivação.
0 de inspiração.

A paciência dos adeptos começa-se a esgotar…

Bem sei que a culpa não é de Pedro Emanuel, mas espero que ele consiga arrancar uma solução para trazer os três pontos de Aveiro, na próxima sexta-feira 6 de Abril. Se com Adrien em campo somos tão previsíveis, sem meio-campo prevê-se uma partida muito complicada.

Acorda, Académica!

quinta-feira, março 29, 2012

A imagem que ninguém fala

Antes de mais, parabéns ao fotógrafo do Diário de Coimbra pelo excelente “boneco” que tirou, a mostrar o fora de jogo evidente de Mossoró, no lance do segundo golo do Braga.

fora_jogo

A minha questão é só uma – porque é que nenhuma televisão ou jornal nacional falou neste assunto? A equipa que está em primeiro lugar no campeonato ganha com um golo irregular e esta imagem aparece escondida? Mas não há jornalistas sem ser no Diário de Coimbra?

A encher o Estádio

Ou pelo menos, a ver se chegamos aos 5.000 espectadores. Smile with tongue out

Briosa_Mar

Briosa_Mar2

terça-feira, março 27, 2012

Vida complicada

A vida está dificil de ganhar para todos. Uns passam fome, outros desenrascam-se como podem e há até algumas que vão para a borda da estrada ganhar a vida. Mas não se pense que a prostituição apenas acontece aí, porque há vários que o fazem sob a capa de especialistas. Atente-se na pérola escrita por José Leirós, esse avençado do jornal d’O Jogo que continua a fazer juz à reputação que tinha enquanto árbitro.

image

Os jogadores agarram-se, logo esteve bem o árbitro. Faz sentido, para quem é pago para emitir opiniões condicionadas.

Vamos lá assumir que os dois jogadores se agarraram e um fica com a camisola rasgada. O árbitro só tem de iinterromper o jogo e punir quem agarrou primeiro, ou no caso de terem sido ambos, iniciar o jogo com lançamento de bola ao solo. Mas, esteve bem o árbitro, diz ele. Esteve bem o árbitro, e esteve bem a SportTV que não passou as repetições, direi eu.

segunda-feira, março 26, 2012

José Eduardo Simões protesta

José Eduardo Simões foi à sala de imprensa do Estyádio Axa protestar contra a arbitragem denunciando a não marcação de um penalty sobre Ferreira, exibindo a camisola rasgada do jogador e o facto de Mossoró estar em fora de jogo no lance do segundo do Braga, Protestou também contra a emissão da SportTV por não ter mostrado condignamente os lances que referiu. Está aqui a repetição do lance do segundo golo, onde não se consegue ver a posição do Mossoró quando recebe a bola.

«Gostaria de apelar ao sentido profissional dos operadores de câmara. Não tiveram capacidade de mostrar o que se passou em determinados lances. O segundo golo do Sp. Braga nasce em fora-de-jogo e a camisola do nosso atleta Reiner Ferreira foi completamente rasgada num lance em que era penalty claro.»
«A Académica tem 23 pontos sem nenhum favorecimento na Liga, ao contrário de outros.»

Braga 2 – Briosa 1


Este é o último golo do jogo, marcado por David Simão. Não fosse o facto de só a partir dos 55 minutos termos perdido o medo e começado a acreditar, talvez tivessemos saído de Braga com mais do que uma derrota.

quinta-feira, março 22, 2012

Final da Taça – informações

  1. A AAC/OAF já esteve reunida com a Federação Portuguesa de Futebol, onde ficaram definidos os preços dos bilhetes para a Final. A saber: 10€ - Topo; 20€ - Lateral; 30€ - Central). A Bancada onde ficarão os adeptos da Briosa será o Topo Sul do Estádio Nacional.
  2. Podemos desde já adiantar que os Sócios da AAC-OAF terão um período privilegiado e exclusivo de aquisição dos respectivos ingressos para o sector do Estádio que será colocado à disposição da Académica (Topo Sul). Informamos que não está previsto nenhum mecanismo de reserva de bilhetes.
  3. Os bilhetes da AAC-OAF serão vendidos exclusivamente na Loja do Sócio do Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra. Considerando que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) apenas enviará os bilhetes aos clubes em Maio, numa primeira fase serão vendidos “vouchers”, emitidos pela AAC-OAF, que em data a divulgar oportunamente serão trocados pelos ingressos oficiais.
  4. A AAC-OAF está a organizar viagens especiais em autocarro (que incluem bilhete para a Final e o “kit” Académica). Todos os interessados em participar deverão enviar para o email jamor2012@academica-oaf.pt indicações de inscrição individual ou colectiva que terão prioridade no momento que a venda de “vouchers” de ingresso tiver início. As condições de participação na viagem serão disponibilizadas logo que a AAC-OAF obtenha as informações da FPF.
  5. Em relação às viagens organizadas de âmbito particular:
    • São aceites pedidos de aquisição de bilhetes para quem pretenda integrar-se nas viagens organizadas pela AAC-OAF, mesmo que em autocarros que eventualmente já tenham sido contratualizados por um determinado grupo. Recomendamos vivamente, nesses casos, a identificação do grupo e o cumprimento do horário e local da concentração para a saída, do trajecto e do estacionamento no parque do Estádio Nacional a atribuir à Académica, de acordo com as regras de segurança a definir pela organização e que serão oportunamente divulgadas pela AAC-OAF.
    • Para as viagens não integradas nas que fazem parte da organização da AAC-OAF não está previsto nenhum mecanismo específico de aquisição de bilhetes. Assim, e para além dos associados, quem participar nestas viagens sujeitar-se-á à eventual disponibilidade de ingressos e às demais condições destinadas ao público em geral. No entanto, a AAC-OAF estará disponível para reunir com todos os organizadores destas viagens com vista a encontrar as melhores soluções para apoiar a Académica.

Nota: Os bilhetes vendidos pela AAC-OAF serão unicamente no sector da Académica e terão como objectivo fundamental e exclusivo o apoio da equipa na Final da Taça.

domingo, março 18, 2012

Exibição miserável...

Jogo fraco em Coimbra hoje, com o Paços de Ferreira a conseguir adiantar-se no marcador aos 5 minutos, na sua única jogada de perigo da primeira parte. A meio da primeira parte, o árbitro Pedro Proença alegou sentir-se mal e saiu do jogo, entrando para o lugar dele a figura mais contestada da partida: Tiago Martins, 4º elemento da equipa de arbitragem.

Na segunda parte, a Académica nem conseguiu contrariar a estratégia do "autocarro" da equipa da capital do móvel nem tão pouco conseguiu manter a calma face às consequentes "lesões" dos adversários, vendo Abdoulaye novamente o cartão vermelho, a dez minutos do final da partida.

Resumindo, não foi por falta de oportunidades que a Académica falhou, foi por falta de calma, concentração e concretização. Os cerca de 3700 espectadores viram, assim, o Paços a ultrapassar a Académica na tabela classificativa, ficando agora em 10º lugar, com mais um ponto que a Briosa, que está neste momento em 11º, com 23 pontos.

sexta-feira, março 16, 2012

Futebol de pantanas

A Federação Portuguesa de Futebol confirmou ao final da tarde de ontem que veta o alargamento da Liga sem descidas. Só posso dar os parabéns a esta decisão, que impede que Portugal venha a ter 40 (sim, quarenta) clubes no futebol profissional. Em comparação, a gigante Alemanha tem 32.

Num outro assunto, são diversos os clubes que já decidiram abandonar o projecto das equipas-B, uma vez que depois de a integração destas equipas na Liga Orangina ter sido aprovado pela Liga, esta resolveu, a posteriori, aplicar uma taxa de 3% das receitas televisivas como mecanismo de solidariedade.

Assim anda o nosso futebol – sem rumo, sem estratégia, decidindo hoje em sentido inverso ao que tinha decidido ontem e sem a mínima garantia que amanhã não decidirá pelo oposto. Foi por este motivo – ausência de rumo, que sempre defendi que a Briosa nunca deveria ter tido equipa-B, devendo optar por colocar jogadores emprestados em clubes da região.

Com este ambiente, só resta à Briosa seguir o seu caminho, sem riscos nem aventuras. Quanto mais brilharetes o nosso futebol faz no exterior, mais deprimente está internamente.

quinta-feira, março 15, 2012

Comunicado da Direção – Alargamento

No passado dia 12 de Março de 2012 realizou-se a Assembleia-Geral Extraordinária da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), na qual foi decidido o alargamento da Primeira Liga (Liga Zon Sagres) de 16 para 18 equipas participantes, bem como, na época em curso, não haver qualquer equipa despromovida para a Segunda Liga (Liga Orangina).

Relativamente a este tema cumpre esclarecer que posição tomada pela Associação Académica de Coimbra/O.A.F. foi a seguinte:


- O Regulamento de Competições é aprovado época a época. Assim, e uma vez aprovado, é considerado caso decidido, tornando-se imutável e não podendo ser alterado sob pena de violação de alguns princípios gerais de direito, como seja o princípio da boa fé;

- Em consequência, só poderão ocorrer alterações ao Regulamento de Competições numa nova época desportiva e, nunca, na época em curso.

Em resultado desta posição, a A.A.C./O.A.F. entende que não poderá haver alargamento de 16 para 18 clubes na época 2012/2013.

Esta proposta foi apresentada pelo Presidente da Direcção da A.A.C./O.A.F. ao Presidente da Assembleia-Geral da L.P. F. P., Dr. André Dinis de Carvalho, mas não colheu o acolhimento da maioria dos Clubes e S.A.D.s presentes.

A Direcção da AAC/OAF

Final da Taça de Portugal em canal aberto

O ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, garantiu nesta quarta-feira que o jogo da final da Taça de Portugal, a 20 de maio, entre a Académica e o Sporting, será transmitido «em canal aberto».
«O caso está resolvido. Os portugueses terão a oportunidade de ver a final da Taça em canal aberto», assegurou.

quarta-feira, março 14, 2012

Sem comentários

O Diário de Coimbra tinha como chamada de capa esta notícia

DC

Infelizmente, não colocou a notícia online, para que a mesma pudesse ser lida e amplificada. Prestou um mau serviço à Briosa, e ao futebol português. Onde estava a restante Comunicação Social?

Mas o que me surpreendeu, era que eu esperava que tivesse havido por parte do Delegado da Liga alguma reacção. Até que descubro que há Delegados da Liga pessoas do calibre do Manuel Armindo, que foi agora suspenso, depois de se ter feito alarido com algo que o próprio escreveu no Facebook.

“o Presidente Pinto Costa têm de abrir a boca e falar sem medo.O vieira descascou no arbitro e viram o que resultou logo mandaram um arbitro para prejudicar o FCP e agora vamos ficar calados?”
Sábado às 22:42 perto de Porto

“o observador do jogo vai dar-lhe a nota 2,1 foi tanta asneira que nem sabe por onde começar o relatório.....”
Sábado às 22:38 perto de Porto ·

“sr.marco ferreira fez o que o benfica lhe pediu esta semana após o aniversário dia 8/3  e antes de lhe enviar a prenda que seguirá amanhã no avião para a madeira para ele e sergio serrão (auxiliar) Pessima arbritagem dois penaltis por assinalar fora as diversas decisões mal tomadas. O pedido do benfica era amostrar amarelos a Hulk e James assim ficariam receosos para o resto do jogo e só marcou o penalti porque foi clarissimo.”

Repare-se que este senhor não foi suspenso pela sua conduta, mas apenas porque alguém fez barulho. Porque basta ver no seu perfil e encontramos várias coisas deste género ao longo do tempo.

Como é possível que gente desta seja Delegado da Liga? Seja o garante da correcção nos jogos?

Preocupante

“O alargamento, de facto, é só mais um sinal do regresso da malta dos xitos aos bons tempos do velho “Sistema”, que se mostra cada vez mais pujante e completamente restabelecido do susto das ameaças da Justiça.”
João Querido Manha in Zona M (Record)

segunda-feira, março 12, 2012

Vergonha

A Liga de Clubes aprovou esta segunda-feira o alargamento da Liga para 18 participantes. Os clubes decidiram também em Assembleia-Geral recusar a liguilha, pelo que não desce ninguém à Liga Orangina esta época.
O futebol português voltou a dar um passo atrás.

Numa altura em que a nossa Liga vem ganhando prestígio a nível europeu, eis que uns quantos iluminados resolveram deitar tudo a perder. Porque para eles o importante não é o bem do futebol, mas sim o poder individual de uns quantos.

Como é possível que, a meio da época se decida que não há descidas? Como é que é possível que num futebol onde 80% dos clubes da Primeira Liga têm salários em atraso, se decida que a solução passa por colocar mais dois clubes a competir?

Absurdo. Lamentável.

domingo, março 11, 2012

Pedro Emanuel

pedroemanueljogoVerticalidade é a palavra que melhor define Pedro Emanuel. Contra uma cambada de pessoas que diz que a sua contratação resulta do facto de a Briosa ser uma espécie de FCP - B, Pedro Emanuel responde com trabalho e dedicação. Depois da eliminação da Taça de Portugal, é agora ele quem tira 2 pontos (e lutou para que fossem 3) ao actual líder do campeonato.

No fim do jogo um discurso sereno e de liderança:

" Dedico este resultado a todo o grupo que não esteve cá, sobretudo ao Orlando e ao Diogo Gomes, dois verdadeiros heróis nas suas recuperações."
" Preparámos o jogo com o intuito de garantir um resultado positivo, senão não valia a pena virmos cá. Os jogadores foram gigantes porque a interpretação que fizeram de tudo aquilo que lhes foi pedido foi fantástica. Souberam aproveitar os momentos que sabíamos que seriam pouco mas que podiam ser diferenciadores. É um ponto muito importante para nós mas não é nada mais que um ponto. Estivemos perto da perfeição, não nos foi permitido vencer e juntamos mais um ponto para o mealheiro. A Académica entrou dentro daquilo que tínhamos perspetivado. Fizemos um golo, chegámos à vantagem com mérito, na segunda parte defendemos bastante porque o Porto foi um busca do resultado. Levamos um ponto, é o resultado que fica para a história."

Critérios

Este:


FC Porto 1-1 Academica por simaotvgolo12

é muito diferente deste?

 

Dois lances em que o remate é feito à queima roupa e em que o defesa nem se apercebe da bola

Enfim...

FCP 1 - Briosa 1

terça-feira, março 06, 2012

Cuidado Briosa

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Mário Figueiredo, anunciou hoje que irá propor a disputa de uma "liguinha" no final da temporada, de forma a alargar o principal campeonato para 18 clubes na próxima época.

Esta ideia de alargamento deve merecer o maior cuidado por parte da Briosa. A ideia peregrina que mais equipas, implica mais jogos, logo mais receitas é completamente falsa como comprova o facto de NINGUÉM apresentar contas como tal milagre é conseguido. Se alguém me conseguir provar como é que dividindo as receitas televisivas por 18 clubes, em vez de por 16, significa que existe mais dinheiro para cada um dos clubes eu calar-me-ei. Aquilo que qualquer pessoa que pense um pouco sobre o assunto constata, é que a única maneira de aumentar receitas será DIMINUINDO o número de clubes, ou aumentando o número de jogos entre os que já existem, como se fez com a Taça da Liga. Os dois jogos extra que a Briosa vai fazer em casa, serão contra equipas menores, logo sem qualquer valor televisivo, de receita de bilheteira ou outro. As duas deslocações adicionais terão obviamente os seus custos e os jogos contra as equipas maiores perderão o seu interesse, pois serão mais vulgares.

A estratégia de aumentar os clubes, tem como único objectivo o de ganhar apoios entre os clubes da Segunda Liga, nem que para isso se tenha de hipotecar o presente dos clubes da Primeira. Por isso, cuidado Briosa.

domingo, março 04, 2012

Empate na Feira

A Briosa arrancou um empate, num jogo em que o árbitro esteve muito mal. Helder Cabral é expulso na sequência de dois amarelos, que resultaram nas duas únicas faltas que fez em todo o jogo.

Pedro Emanuel, não se atemorizou quando teve jogar com um a menos – fruto quiçá da experiência que já vai tendo na função, e continuou a manter três homens no ataque. Contudo surependeu-me a substuituição de Diogo Valente por Rui Miguel, sabendo que este avançado pouco pressiona numa altura em que era importante maior agressivdiade defensiva.

No final, mais um ponto.

sábado, março 03, 2012