domingo, maio 26, 2013

Demissão à vista?

Não me parece óbvio que o facto de a proposta da Direcção ter sido chumbada seja condição suficiente para que a mesma se demita e explico porquê:

  • A Direcção candidatou-se e foi eleita sem ter colocado o assunto da constituição da SAD como objectivo
  • De facto, na sua campanha eleitoral, José Eduardo Simões foi claro ao afirmar que não queria nenhum modelo da SAD e advogava a constituição de uma Fundação para gerir o património do clube
  • A actual proposta deriva assim, de um contexto forçado pelo Governo, onde a Direcção apresentou aquela que lhe parecia a melhor solução

Ou seja, parece-me claro que a actual proposta deriva de uma decisão que a Briosa foi forçada a tomar, daí o não considerar que a apresentação de uma SAD tenha sido uma traição a quem votou na actual Direcção, mas sim uma inflexão derivada do contexto. Da mesma forma, acho que a derrota da proposta da SAD não significa um chumbo à Direcção, mas apenas uma divergência de opinião. Desta forma, considero que continuam reunidas todas as condições para que a Direcção continue e não percebo muito bem estas declarações:

“A direcção escolheu um caminho depois de se ter aconselhado com juristas e se essa proposta não for escolhida não podemos deixar de retirar as consequências necessárias e talvez colocar o lugar à disposição”
Luís Godinho – Diário de Coimbra de 21 de Maio

SDUQ

Os sócios da Académica optaram hoje pela criação de uma Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) em detrimento da Sociedade Anónima Desportiva (SAD). Foram 583 os sócios que votaram na SDUQ e 481 que votaram na SAD. Há ainda 15 votos brancos e 4 nulos

quinta-feira, maio 23, 2013

SAD / SDUQ

Este sábado irá marcar - se tudo correr bem - uma data importante na História da Briosa. A Direcção da Académica-O.A.F. convocou uma Assembleia Geral Extraordinária para decidir o futuro da nossa equipa.

Como já se sabe, para a Académica poder continuar a competir nas ligas profissionais, é obrigatório por lei que se constitua como Sociedade Desportiva, seja ela Unipessoal por Quotas (SDUQ) ou seja ela Sociedade Anónima (SAD). Não vou aqui fazer nenhum apelo por qualquer uma das duas, venho aqui fazer um apelo a todos os sócios para que se dirijam este sábado ao Pavilhão Jorge Anjinho e votem… Sim na primeira pergunta do boletim.

Depois desse passo, poderão então responder à segunda pergunta, decidindo o que acham que é mais adequado para a Académica: SAD ou SDUQ. Espero que decidam isso em consciência, espero que tenham analisado bem as duas opções e que não optem numa apenas porque a Direcção a considera melhor, ou pelo contrário, porque querem ser do contra. Acima de tudo, seja qual for o modelo societário que se implemente, é necessário que haja uma gestão responsável.

Como disse anteriormente, e apesar de já ter tomado uma decisão, não a vou aqui publicamente divulgar, pois quero que cada um tome a sua decisão independentemente e de consciência tranquila. Mas deixo aqui dois pontos importantes na minha opinião:

  • Acho que a imagem que andou a circular nas redes sociais pelo Movimento dos Sócios a favor da SDUQ é tendenciosa quanto baste, pois ignora os clubes que a comunicação social apelida de "grandes" e não mostra, por exemplo, o caso do Marítimo, um clube que não é de "grande" dimensão e que é uma S.A.D, até ver, com algum sucesso.
  • Não gostei, também, que a carta que os sócios receberam como convocatória para esta Assembleia Geral tenha sido tão tendenciosa a favor das vontades da Direcção. Nessa carta nota-se claramente que se apostou em divulgar as vantagens de uma SAD e em mostrar poucos inconvenientes, assim como o inverso para o caso de uma SDUQ. Sendo uma convocatória, deveria ser um pedido neutro, na minha opinião.
Posto isto, temos mais um dia para reflectir e para votar em consciência, este sábado.

Por favor, não faltem.

terça-feira, maio 21, 2013

segunda-feira, maio 13, 2013

domingo, maio 12, 2013

O momento do golo

Este é o lance polémico do jogo de ontem.  Infelizmente não se vê a parte superior do corpo do jogador do Paços tornando impossível aferir com exactidão a justeza da decisão. Aparentemente terá razão, pelo que ao nível dos pés, o jogador está em jogo. Na realidade, nunca saberemos devido à cobertura deficiente do operador televisivo. Mas, não sendo uma decisão fácil, terá sempre de se dar o benefício de duvida ao fiscal de linha. Fica aqui o meu mea culpa.

image

sábado, maio 11, 2013

Para o ano, cá estamos de novo....

Num jogo morno, a Briosa garantiu a manutenção, mesmo sofrendo um golo inicial que me pareceu precedido de fora de jogo. Sem a Europa a atrapalhar espero ter um ano mais tranquilo, a lutar por um lugar na primeira metade da tabela.

segunda-feira, maio 06, 2013

VFC 0 – Briosa 1

Foi com este golo, marcado por Ogu, que a Briosa conseguiu levar de vencida, o Vitória sadino dando um passo importante para a manutenção